Buscar

Em tribuna livre, representante do comércio da 44 cobra fiscalização

Atualizado: 3 de Jul de 2019


Durante a Sessão desta quinta-feira (14) a tribuna livre da Câmara Municipal de Goiânia foi usada pela presidente da Associação dos Lojistas da 44, Priscila Gonçalves, para pedir ajuda aos vereadores e clamar por ações que atendam às demandas da região. O convite foi feito pelos vereadores Romário Policarpo (PTC), Priscilla Tejota (PSD) e Sargento Novandir (PTN).

“Somos um grande arrecadador do município de Goiânia e não temos o respeito da prefeitura. Geramos mais de 150 mil empregos diretos e indiretos, mas nos últimos quatro meses 15 mil pessoas perderam seus empregos devido ação dos ambulantes”, revelou.

Em seu discurso, a presidente da associação falou da dificuldade de diálogo entre eles e a poder executivo e  falou dos problemas enfrentados por conta da presença dos vendedores irregulares. “A prefeitura não nos recebe, apenas promessas. Na atual situação não é possível trafegar a pé na região, os ambulantes tomaram conta das calçadas. Não estamos pedindo muito, apenas que a prefeitura de Goiânia cumpra o seu papel que é fiscalizar. Afinal, não é o ambulante que paga o imposto”, declarou.

“As nossas manifestações já começaram há quase um mês atrás e nosso objetivo é continuar protestando e cobrando do poder público uma decisão que realmente seja feita e cumprida”, completou.

A vereadora Priscilla Tejota (PSD) reconheceu a falha da prefeitura municipal e disse que essa situação é um problema grave da cidade. “Em momentos de crise nós não podemos perder economicamente uma região tradicional como essa. É a guarda municipal que faz a retirada dos ambulantes das calçadas e nelas estão sendo fabricadas comidas a céu aberto, com uso de botijão de gás. Isso é ação da vigilância sanitária municipal”, afirmou.

A vereadora disse ainda que os comerciantes da região cobrando apenas ações de básicas que não geram gastos aos cofres públicos. “A região precisa de ações de fiscalização e de regulamentar a situação. Tudo está entregue à baderna. Nós, vereadores, podemos ajudar cobrando e tentando manter o diálogo entre eles e a prefeitura para sejam executadas essas ações”, declarou.

small-horizontal-white.png

CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA - Gab. 15                                     Vereadora Priscilla Tejota                                        priscillatejota@camaragyn.gov.br                    (62) 3524-4305