Buscar

“Não podemos assinar embaixo de algo de prejudica milhares de famílias”, diz Priscilla Tejota


Durante a primeira sessão ordinária remota da Câmara Municipal de Goiânia, realizada nesta quarta-feira (14), as vereadores Priscilla Tejota (PSD), Sabrina Garcês (PSD) e Tatiana Lemos (PC do B) apresentaram um projeto de decreto legislativo que, se for aprovado, susta o parcialmente o decreto municipal editado pelo prefeito Iris Rezende (MDB) que suspende os contratos temporários da prefeitura de Goiânia. A vereadora lembrou que o prefeito, ao contratar operação de crédito com a Caixa Econômica Federal no ano passado, declarou uma situação financeira estável do município. “Não podemos assinar embaixo de algo que prejudica milhares de famílias”, enfatizou a parlamentar. Priscilla pediu apoio dos colegas para que seja provado o projeto, já que a medida tomada pelo prefeito além de conter vício formal, vai deixar os professores em uma situação difícil justamente nesse momento de crise causada pelo coronavírus. “O decreto vem sem aviso prévio, causando uma injustiça social muito grande”, enfatizou a parlamentar ao afirmar que os profissionais não estão trabalhando de forma remota porque a Secretaria de Educação não oferece condições para que sejam ministradas aulas on line.

small-horizontal-white.png

CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA - Gab. 15                                     Vereadora Priscilla Tejota                                        priscillatejota@camaragyn.gov.br                    (62) 3524-4305